destaques
Diminui o tamanho do texto Aumenta o tamanho do texto

Operação otimizada de granéis sólidos é concluída no Porto do Pecém

Foi finalizada, com sucesso, no início da tarde desta quinta-feira (7) uma operação complexa de descarregamento de carvão mineral e carregamento de manganês utilizando um único navio. A operação teve início no dia 21 de outubro quando o navio Ressurgence, procedente do porto australiano de Hay Point, atracou no píer 1 do Porto do Pecém para descarregar 75 mil toneladas de carvão mineral pelas esteiras transportadoras do terminal portuário cearense até a Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP).

Após o descarregamento do carvão, no dia 30 de outubro, foi realizada o “shift”, quando foi realizada a transferência da embarcação do píer 1 para o Terminal de Múltiplas Utilidades (TMUT), onde o navio Ressurgence passou a ter seus porões carregados com 77 mil toneladas de manganês.

“Essa operação tem um ganho significativo para as empresas envolvidas pois reduz se o tempo de espera e os custos de manobras dos navios para os armadores, além do custo no afretamento para os embarcadores. Uma vez que a embarcação já está posicionada no porto. Assim todos ganham em produtividade”, diz José Alcântara Neto, coordenador de Operações do Porto do Pecém.

“A condição ideal de um navio de transporte de carga é atracar e desatracar com toda a sua capacidade ocupada. Mas esse cenário não é o que acontece normalmente, ou seja, geralmente o navio descarrega em um porto e segue para outra instalação portuária para realizar um outro carregamento. O Porto do Pecém se coloca hoje como um atrativo pela disponibilidade na oferta de navios para a exportação de diversas cargas e pelo fluxo contínuo de importação de granéis sólidos. Maximizamos as forças e hoje temos a integração do navio na ida e na volta, com isso gera se uma logística integrada”, completa Carlos Alberto Alves, gerente Comercial da Tecer Terminais.

O equipamento utilizado na operação é chamado de “baia graneleira” (Bulkbraz). Possui alta eficiência operacional, pois proporciona carregamentos rápidos de navios graneleiros. O carregamento do minério foi concluído nesta quinta-feira (7), e o manganês cearense, extraído pela Zeus Mineração Ltda, seguiu no início da tarde para os portos chineses de Qinzhou e Tianjin.

“Foi uma operação segura e limpa, nos dando a certeza que podemos trabalhar com embarcações dos mais variados tamanhos. Isso nos traz uma dinâmica comercial muito forte. E devido ao sucesso da operação a nossa perspectiva é de que a partir do segundo semestre de 2020 a quantidade de exportações sejam bem maiores, isso devido à capacidade operacional do Porto do Pecém”, diz Luis Gustavo Moretti, diretor da Zeus Mineração Ltda.

Há exatamente um mês foi finalizado o primeiro embarque de manganês do terminal cearense, quando foram carregadas 55 mil toneladas de manganês para portos na Indonésia e na China. A operação é considerada um marco no histórico das operações do Porto do Pecém. Mais um embarque de manganês está previsto para ser realizado ainda em 2019.

Fonte: Governo do Estado do Ceará

destaques
destaques
Bolsa Índice  
Bovespa  +0,078% 14/11
Dow Jones -0,26% 14/11
Nasdaq -0,35% 14/11
Merval
(Argentina)
-2,72% 14/11
Shanghai
(China)
+0,16% 14/11
DAX 30
(Alemanha)
-0,38% 14/11
Moeda Cotação  
Dolar 4,19 14/11
Euro 4,62 14/11
Risco País (CDS) Data
Brasil 120.8 14/11

 

Acesse nossas redes sociais

O Mailclipping Comex é um newsletter que se restringe à coleta e divulgação de notícias sobre comércio exterior. O conteúdo das notícias é de inteira responsabilidade de seus autores. O Mailclipping Comex não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações. Se estiver interessado no recebimento das nossas informações cadastre-se aqui. Para enviar críticas, sugestões, releases, contatos comerciais, comentários sobre o serviço ou mesmo exclusão, clique aqui.
©2017 Mailclipping ComEx. Todos os direitos reservados. imprensa@sfiec.org.br