destaques
Diminui o tamanho do texto Aumenta o tamanho do texto

Árabes encontram novos possíveis fornecedores no Brasil

São Paulo – Os importadores árabes que estão no Brasil para participar da Anufood, feira de alimentos em São Paulo, tiveram contato com vários possíveis fornecedores, entre eles pequenas empresas, e se mostraram satisfeitos com os preços encontrados. Representantes de cinco empresas árabes foram recebidos na sede da Câmara de Comércio Árabe Brasileira nesta quinta-feira (14), último dia da mostra.

A Anufood é promovida pela Koelnmesse, mesma empresa que organiza a famosa Anuga, da Alemanha, e teve a sua primeira edição no Brasil nesta semana. A vinda dos importadores árabes foi promovida pela Anufood em uma parceria com a Câmara Árabe. Eles participaram de rodadas de negócios organizadas pela Anufood e encontraram associados da Câmara Árabe.

Hassan e Samir vieram do Catar para a Anufood

Entre as empresas árabes que participam da Anufood e cujos representantes estiveram na sede da Câmara Árabe está a Qatar Meat, do Catar. A companhia é grande processadora de alimentos e produz itens como salsichas, mortadelas, hambúrgueres, almôndegas, entre outros, principalmente de carne bovina e de frango. A empresa tem uma unidade fabril, em Doha, e vende os produtos no Catar e exterior.

Segundo o gerente-geral Ahmed Samir, o Brasil é fornecedor da Qatar Meat há quatro anos. A companhia importa do País mensalmente 35 contêineres de frango, 25 contêineres de carne bovina e 35 toneladas de soja. Na atual viagem ao Brasil, o gerente teve contato direto com quem já exporta para a empresa e conversou com novos possíveis fornecedores. Ele afirma que encontrou preços bons, além de qualidade. Ahmed Samir alertou que  Qatar Meat não busca só preço, mas também qualidade.

A Dukan enviou o gerente de expansão, Wassim Al Nassan, para a feira. Em entrevista à ANBA, ele contou que acredita que fará negócios no futuro com as empresas que conheceu no Brasil. A Dukan possui 115 supermercados na região oeste da Arábia Saudita e trabalha com estratégia de preços baixos. É o perfil de lojas que oferecem alta qualidade, fortes descontos e quantidade limitada de marcas.

Nassan é gerente de expansão da Dukan

Nassan disse que a visita ao Brasil foi positiva, que encontrou muitas empresas e achou os preços atrativos. Para alguns alimentos com data de validade menor, porém, ele considera o tempo de navio do Brasil até a Arábia Saudita – entre 30 e 45 dias – muito longo. A Dukan vende todo tipo de artigo de supermercado, desde detergentes até congelados e frutas frescas. Foi a primeira vez da empresa no Brasil.

Do Catar também participou da Anufood a Al Tahaful Food Stuff & Trading. Segundo o diretor de operações, Ashraf Hassan, a empresa distribui os produtos da Qatar Meat e da sua própria empresa, a Agrico, além de importar alimentos mundo afora e comercializá-los no Catar. A Agrico produz vegetais orgânicos com tecnologia hidropônica. Sobre a passagem pelo Brasil, onde já esteve anteriormente, Hassan destacou a possibilidade de ter encontrado com várias empresas possíveis fornecedoras.

Também estiveram na feira e na visita à Câmara Árabe Samir Moussalem, proprietário da empresa Number8, dos Emirados Árabes, e Feras Rifai, trader da saudita Vortex GB. Os executivos e empresários foram recebidos na Câmara Árabe pelo diretor William Atui e o secretário-geral, Tamer Mansour, além do cônsul comercial do Egito em São Paulo, Mohamed Elkhatib. Participaram a gerente de relações governamentais, Fernanda Baltazar, e o analista de negócios internacionais da entidade, Thiago Ramires.

Importadores foram recebidos na Câmara Árabe

A maioria dos importadores disseram que acharam que a feira seria maior, mas destacaram que ela tem potencial para crescer nos próximos anos e que puderam encontrar nela fornecedores alternativos aos grandes players, como as pequenas empresas. “Consegui localizar produtores em ascensão e a vantagem de trabalhar com essas empresas é que você pode crescer junto com elas”, disse Nassan, da Dukan. Quase todos afirmaram que puderam ter contato com grande número de empresas.

William Atui e Tamer Mansour colocaram a Câmara Árabe à disposição dos importadores árabes. Atui os convidou a investir nas empresas brasileiras e a fazer parte dos seus negócios. “As empresas precisam de investimentos e parcerias”, disse o diretor. Elkhatib destacou algumas das últimas ações que promoveram as relações do Brasil com os países árabes – como a inauguração de um escritório da Câmara Árabe em Dubai – e desejou sucesso no mercado brasileiro a todas as empresas árabes.

Fonte: ANBA

destaques
destaques
Bolsa Índice Data
Bovespa -0,48%

23/05

Dow Jones -1,11%

23/05

Nasdaq -1,58% 23/05
Merval
(Argentina)
-0,58%

23/05

Shanghai
(China)
+0,017% 24/05
DAX 30
(Alemanha)

+0,85%

24/05
Moeda Cotação Data
Dólar 4,04 24/05
Euro 4,52 24/05
Risco País (EMBI) 5Data
Brasil 257 pts

21/05

Acesse nossas redes sociais

O Mailclipping Comex é um newsletter que se restringe à coleta e divulgação de notícias sobre comércio exterior. O conteúdo das notícias é de inteira responsabilidade de seus autores. O Mailclipping Comex não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízos de qualquer natureza em decorrência do uso dessas informações. Se estiver interessado no recebimento das nossas informações cadastre-se aqui. Para enviar críticas, sugestões, releases, contatos comerciais, comentários sobre o serviço ou mesmo exclusão, clique aqui.
©2017 Mailclipping ComEx. Todos os direitos reservados. imprensa@sfiec.org.br